ACHMG
REGIÃO DAS
Tradições
  1. Caeté
  2. Lagoa Santa
  3. Pitangui
  4. Sabará
  5. Santa Luzia
A Associação
Como Filiar-se

Poderão se filiar à Associação das Cidades Históricas de Minas Gerais as cidades que possuem patrimônio histórico tombado pelo Iphan - Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional ou pela Unesco - Organização das Nações Unidas para a educação, a ciência e a cultura, além dos municípios mineiros que estão resguardados pelo Art.83, do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias de1989.

Art. 83. A lei estabelecerá, sem prejuízo de plano permanente, programas de emergência que resguardem o patrimônio cultural do Estado de Minas Gerais, notadamente os das cidades de Mariana, Ouro Preto, Sabará, São João del-Rei, Serro, Caeté, Pitangui, Tiradentes, Minas Novas, Itapecerica, Campanha, Paracatu, Baependi, Diamantina, Januária, Santa Bárbara, Grão-Mogol, Conceição do Mato Dentro, Santa Luzia, Estrela do Sul, Prados, Itabirito, Congonhas, Nova Era, Lagoa Santa, Barão de Cocais, Itabira, São Thomé das Letras, Chapada do Norte e de outros núcleos urbanos que contenham reminiscências artísticas, arquitetônicas e históricas do século XVIII.
Benefícios de filiar na Associação

A Associação das Cidades Históricas de Minas Gerais vem registrando vitórias na trajetória do turismo, da cultura e do patrimônio histórico. Ela vem desenvolvendo diversos trabalhos junto às operadoras que disponibilizam no mercado viagens especialmente desenhadas para visitação do destino “Cidades Históricas de Minas”. Exemplo disso é o Cardápio Cultural das Cidades Históricas, premiado pelo Ministério do Turismo, e a inserção do destino no programa Viaja Mais Melhor Idade, que é especialmente formatado para grupos da melhor idade. Além disso, mais de 1.600 agências de viagem, espalhadas por todas as regiões do país, recebem produtos de comercialização que vem resultando na venda de pacotes turísticos, fortalecendo o turismo interno e gerando benefícios para as cidades associadas. A entidade lançou o Portal www.cidadeshistoricasdeminas.com.br e vem investindo em campanhas publicitárias divulgando os eventos das cidades filiadas. A participação da Associação nos eventos estratégicos como a ABAV e o Salão Nacional do Turismo (consagrados como verdadeiras estratégias de mobilização, promoção e comercialização dos roteiros turísticos desenvolvidos a partir das diretrizes do Programa de Regionalização do Turismo - Roteiros do Brasil) têm contribuído de forma eficiente para a comercialização do destino “Cidades Históricas de Minas”. Através das feiras que a Associação participa, os visitantes podem conhecer os roteiros turísticos das cidades associadas e adquirir produtos/serviços turísticos para visitá-las em suas próximas viagens. Podem ainda ver e comprar o artesanato, os produtos da agricultura familiar e a gastronomia típica, além de assistir a manifestações artísticas locais.

Os representantes dos municípios têm entrada gratuita nas feiras e também podem assistir a debates e palestras, conhecer casos de sucesso, trabalhos científicos e projetos relacionados ao turismo, à cultura e ao patrimônio histórico. A Associação também está em processo de captação de recursos, em estágio bem avançado, para alocá-los na implantação do cabeamento subterrâneo das cidades conveniadas e nas obras de infraestrutura para o Patrimônio Cultural, por meio do PAC das Cidades Históricas, entre outras ações. Para 2012, estão sendo planejados cursos de capacitação para que os profissionais da cadeia produtiva do turismo possam se qualificar para a Copa de 2014. Além disso, o intercâmbio entre as trinta e duas cidades filiadas ajuda na promoção do desenvolvimento de ações culturais e turísticas de forma integrada e coordenada, do mesmo modo que estabelece uma relação interinstitucional pautada na competência compartilhada na gestão dos sítios históricos (área tombada e do seu entorno imediato).


">